terça-feira, 9 de agosto de 2011

CARIDADE...o que é? você é? sera que eu sou ?

  amaras ao teu proximo como a ti mesmo.marcos;12,31


desde domingo que eu venho me perguntando isso,afirmar que sim, é muito fácil, é bonito dizer que faz caridade ,muito lindo dizer eu te amo, para os pais... para os filhos... pros amigo... para os irmãos... pra os estranhoss... mas... e na pratica?
   simplesmente ir pra igreja é ser caridoso? ofertar é ser caridoso? ser voluntario é ser caridoso?
   
   caridade segundo wikipédia ; caridade é um sentimento ou uma acão altruista, de ajudar o próximo sem buscar qualquer tipo de recompensa.
    
No primeiro domingo do mês na minha congregacão, é a santa ceia do Senhor, e eu estava la, um pastor convidado trouxe uma palavra abencoada, sobre o egito, canaã, libertação, o espirito de Deus se fez presente em nosso meio e falou grandemente aos nossos corações.
logo depois foi o último ensaio da ufemadi para o congresso,sem pausa para o almoco, e o ensaio terminou quase 3hr da tarde, eu que sou uma mulher feita, ja estava azul de fome, se não fosse cinza,foram passados 5 hinos, nos dois últimos eu não estava mais cantando, estava sussurrando e sentindo minha barriga colada nas costas, e ja estava sentindo que eu estava envergando, pôs é, envergando de fome,de manha eu so tinha comido um marroque, pra quem não sabe, um marroque é um pão dormido,eu pensei que o ensaio fosse depois do almoco,e as irmãs ao meu redor tambem murmuravam que fome , que fome.
   eu não aguento passar fome, se tem uma coisa que peco a Deus é que não me prove nessa area, porque eu não vou resistir e Deus que sabe de tudo e é misericordioso tem me poupado, tem me poupado, mesmo assim o ensaio foi uma benção, gracas a Deus.
    quando terminoi, foi aquela correia pra cantina,as irmas cercaram o balcão, e eu tambem claro, nem aguentava mais falar, como o meu esposo ja tinha pago, eu estava com o tikat na mão,quando um menininho encostou em mim,olhou pra mim e disse sorrindo ;
    - tambem vou almocar!
    -que bom . respondi.
    peguei meu prato, ja tremendo,e comecei a comer com rapidez, meu esposo riu e disse ;
    - ta com fome mesmo em? porque ele sabe que eu como devagar.
    de onde eu estava, eu vi o menininho, sentado com a mãe e os irmãos , que são uns 4, esperaram, esperaram, e nada, ai se levantaram e iam embora, e eu vi que iam sem comer.
    então chamei meu esposo e pedi dinheiro e disse pra que era, ele então disse, va pedir pra mãe dele esperar que eu peco pra adiantar.
    o menininho pegou na minha mão feliz da vida e nos dirigimos pra cantina, mas qual não foi minha tristeza quando ele falou que acabou.
   ate ai nada de mais,ate uma das irmas que ate então eu tinha muita admiração por ela ver o menino, veio parecendo um carcara, ja falando alto,
   -o que é ? é esse menino ? ja acabou tudo, quando sobra eu dou.
    eu tentei explicar que o menino não estava pedindo,meu esposo que queria comprar pra dar pra ele,e ela cheia de direito, disse que não era questão de dinheiro, mas sim que tinha acabado ,se tivesse sobrado ele tinha comido.
   então eu coloquei o dinheiro na mãosinha dele e mandei ele ir, contra os protestos dela,que não queria nem que fosse feito isso.
    as outras irmas ja tinham parado pra observar o desenrolar do caso, e pra terminar eu disse acabou, morreu o assunto, se eu tivesse dado corda a historia ia render,e como eu me conheco, não quis dar lugar a carne.
     eu ja estava varada de fome imagino aquelas crianças, que estavam esperando, as sobras,isso é caridade? so da se sobrar, as sobras se da pra os porcos.
    eu fiquei e estou arrasada, a imagem daquele mnino indo embora sem comer,atormenta a minha mente, e daquela mulher insensível revolta meu espirito.
     e eu me lembrei de outro caso que eu presenciei a anos atras em Maceio.

    eu esperava o onibus em um ponto que ficava de frente a um quiosque, esta eu , um homem e um menino, o menino tinha uns 8 a 10 anos, e ele comecou a olhar as canas do quiosque que ficavam amarradas no poste, porque o quiosque era pequeno.
    de repente, o menino comecou a puxar uma cana,como a cana era grande, sabe, daquelas cana caiana,
ele teve dificuldade pra tirar, quando conseguiu, o dono do quiosque pegou ele, e comecou a bater, o chamando de ladraosinho, então o homem arancou o menino das mãos dele, e o menino falou.
   - eu so estou com fome!
   o homem pegou o menino pela mão, sentou no balcão do quiosque e perguntou o que ele queria comer,ele pediu caldo de cana e coxinha.
    o dono do quiosque disse que não ia servir o ladraosinho, e o homem disse que estava pagando, e ele ia servir sim. pagou o lanche, deixou o menino comendo e voltou pro ponto.
     eu que ate então, tinha assistido a tudo estatalada, me aproximei do homem e perguntei;
     - moço , o senhor é crente? e ele me respondeu,
     -não moça, eu sou humano.
      não me lembro mais do rosto do homem, o menino cresceu,o quiosque não esta mais lá, mas as palavras ficaram guardadas em meu coração.e eu aprendi, um impio, pode ter atitude humanitaria, ou caridosa e  um crente cru pode se desumano.
      e foi justante sobre isso a palavra , crentes que não estão libertos porque estão com o coração no egito, estão na igreja,mas ainda obdecem a faraó.Deus é fiel, e fala profundamente com o seu povo, não escuta quem não quer,não é possível que depois de uma palavra daquela, uma pessoa volte pra casa, seco e duro do mesmo jeito que chegou,, eu vou falar a verdade, se não fosse a mensagem que foi esplanada, na santa ceia, que falou profundamente ao meu coração,eu tinha brigado, mas segurei o meu espirito e guadei a minha benção pra não perde-la, mas que foi difícil foi.
     não quero fazer nada pra os irmãos verem , nem pra mostrar ao pastor que eu estou fazendo, mas para o agrado de Deus.
     sei que posso ate ser repreendida por causa do que escrevi aqui,mas não me importo, não tenho dinheiro, mas voz, e um espirito que clama por justica.




    a caridade segundo o evangelho.


"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse caridade, seria como o metal que soa ou como o sino que tine".
"E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse caridade, nada seria."
" E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse caridade, nada disso me aproveitaria"



"A caridade é sofredora, é benigna; a caridade não é invejosa; não trata com leviandade; não se ensoberbece".
"Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal. Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade".
"Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta".
"Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e a caridade. Mas a maior destas é a caridade" ( Paulo, I Coríntios, cap. XIII, vers. 1 ao 13).


a caridade nada mais é do que o amor.


edna ; oespinhoearosa


os dois posts abaixo, encontrei na net, e achei muito interessante, por isso compartilho com vocês.





  O verdadeiro sentido da palavra caridade: 
        O amor e a caridade são o complemento da lei_de_justiça, pois amar_o_próximo é fazer-lhe todo o bem que nos seja possível e que desejáramos nos fosse feito. 
        Tal o sentido destas palavras de Jesus: Amai-vos uns aos outros como irmãos.
        A caridade, segundo Jesus, não se restringe à esmola, abrange todas as relações em que nos achamos com os nossos semelhantes, sejam eles... 
  • nossos inferiores, 
  • nossos iguais, 
  • ou nossos superiores. 
        Ela nos prescreve a indulgência, porque da indulgência precisamos nós mesmos, e nos proíbe que humilhemos os desafortunados, contrariamente ao que se costuma fazer. 
  • Apresente-se uma pessoa rica e todas as atenções e deferências lhe são dispensadas. 
  • Se for pobre, toda gente como que entende que não precisa preocupar-se com ela.
  • No entanto, quanto mais lastimosa seja a sua posição, tanto maior cuidado devemos pôr em lhe não aumentarmos o infortúnio pela humilhação.
        O homem verdadeiramente bom procura elevar, aos seus próprios olhos, aquele que lhe é inferior, diminuindo a distância que os separa.

fonte;www.guia.heu.nom.br






Caridade é, sobretudo, amizade.
Para o faminto -- é o prato de sopa.
Para o triste -- é a palavra consoladora.
Para o mau -- é a paciência com que nos compete auxiliá-lo.
Para o desesperado -- é o auxílio do coração.
Para o ignorante -- é o ensino despretensioso.
Para o ingrato -- é o esquecimento da ingratidão.
Para o enfermo -- é a visita pessoal.
Para o estudante -- é o concurso no aprendizado.
Para a criança -- é a proteção construtiva.
Para o velho -- é o braço irmão.
Para o inimigo -- é o perdão.
Para o amigo -- é o estímulo.
Para o transviado -- é o entendimento.
Para o orgulhoso -- é a humildade.
Para o colérico -- é a calma.
Para o preguiçoso -- é o trabalho.
Para o impulsivo -- é a serenidade.
Para o leviano -- é a tolerância.
Para o deserdado da Terra -- é a expressão de carinho.

                                                                                                       fonte;laura poesias.com


edna.


2 comentários:

  1. Imagine Jesus despedindo aquela multidão que o ouvia com fome. Ele não fez isso, ele operou um milagre e alimentou a todos até sobejar. Este é Jesus, este é o seu evangelho. Não podemos negociar a verdade ou maquia-la, independente que nos entendam ou não. Muitos não irão gostar do que você escreveu, mas o fato é que aquele menino voltou pra casa com fome.

    http://ahoraeja.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Quem se abriga em Deus não necessita da palavra. Basta um suspiro dirigido a Deus, e Deus o ouvirá

    Reflita nisto e tenha um ótimo dia.Deus te abençoe a cada instante de sua vida!

    Bjus Fernanda

    ResponderExcluir

O QUEEEEEEE? VAI SAIR SEM COMENTAR?!!!!
aqui você tem liberdade de expressão.
FAÇA UMA BLOGUEIRA FELIZ...
COMENTA VAI!!!

Follow by Email

SELINHO QUE GANHEI. OBG.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...